segunda-feira, 5 de julho de 2010

Inflorescência

Há os girassóis era fácil de imaginar,
podia logo suspeitar
mas como pensar na margarida
do olho do dia nos campos floridos?
- há de ser loucura -
descobrir que na essência
o amor da minha infância
não tinha apenas pétalas
mas uma inflorescência
de bem-me-quer
ou malmequer
em uma massa de flores minúsculas
a "pâquerette" que vê
pode ser falsa flor.

4 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

Perto da minha casa tem um florido parque.
Quando ainda jovem, lembro bem, sempre 'jogava' bem-me-quer.
Leio você e tudo aquilo retorna...

Carinho,
Jorge

Ludovica Muluc disse...

Chique demais!
Atualizado seu link amore, amei suas inflorescências recheadas de novas percepções sobre as margaridas e as poéticas das flores.
Beijos*luz!

Emerson Braga disse...

Obrigado pelo passeio por seu jardim... Há nele espinhos, há nele armadilhas, mas não pude resistir ao perfume dos versos...

ADiniz disse...

Que importa quais as flores...
são sempre belas
aromaticas
inspiradoras companhias
girassóis, bem-me-quer, margaridas

bjinhos e uma boa semana